"Não ande atrás de mim, talvez eu não saiba liderar. Não ande na minha frente, talvez eu não queira seguí-lo. Ande ao meu lado, para podermos caminhar juntos."

Arquivo para abril, 2013

A força do amor

A força do amor

De onde veio você

Que em mim se instalou

Apoderou-se, cativou.

E toda em mim permanece

Meu dia não lhe esquece

As noites sua imagem me aquece

Em meus sonhos efervesce

E comigo amanhece

Minha vida alvorece

Como um sol que resplandece

Em todos os momentos seu cheiro

Sua lembrança aparece

Palpitando meu coração enaltece

Toda minha alma agradece

Meu corpo estremece

A respiração desaparece

Quando você aparece

Seu abraço, num entrelace.

Todo meu eu se oferece

A seu amor que me enternece

Como se o mundo me pertencesse

Como se o relógio parasse

E todo o tempo passasse

Apenas para sentir e amar você!

casal

Joe’a

 

Anúncios

Funcionária é ressarcida por gastos com maquiagem

Decisão foi do TST que entendeu que o material compunha parte do uniforme

Empresa alegou que funcionária não havia comprovado os gastos que efetuou

Empresa alegou que funcionária não havia comprovado os gastos que efetuou

A 2ª turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) manteve a decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 4ª região que condenou as Lojas Renner S.A. a ressarcir sua vendedora pelos gastos com maquiagem e sapatos utilizados no trabalho. A turma negou provimento a recurso da empresa.

Na ação trabalhista, a ex-vendedora requereu indenização por gastos efetuados com maquiagem e sapatos, além de horas extras pelo tempo despendido na troca de uniforme e honorários advocatícios. Segundo ela, a Renner exigia que as vendedoras usassem maquiagem e sapatos pretos no desenvolvimento de suas atividades, mas não fornecia o material.

O TRT deferiu o pedido, e a empresa interpôs recurso de revista alegando que a autora não comprovou efetivamente os gastos com maquiagem e calçados, o que fere a regra do art. 818 da CLT e 333, inciso I, do CPC.

Segundo o relator do processo, ministro José Roberto Freire Pimenta, o fornecimento da maquiagem alegado pela recorrente não restou comprovado. E em relação aos sapatos, explicou de acordo com o precedente normativo 115 da Corte “determina-se o fornecimento gratuito de uniformes, desde que exigido seu uso pelo empregador”. A 2ª turma do TST, por unanimidade, manteve a decisão.

Fontes:  Normas Legais, MidiaJur, Bonde,  Dirigida

Imagem: MidiaJur

Veja a íntegra da decisão.

Jovens Adultos

Jovens Adultos

Independente, bonita, divorciada, alcoólatra, infeliz a escritora Mavis Gary (Charlize Theron) retorna para sua cidade natal, disposta a reconquistar seu ex-namorado, Buddy Slade (Patrick Wilson). Acontece que ele, atualmente, está casado com Beth (Elizabeth Reaser) e acaba de ganhar uma filha. Mesmo assim Mavis não desiste, já que acredita que Buddy na verdade está infeliz e quer retornar para a mulher dos seus sonhos, ou seja, ela.

“Jovens Adultos” não vem para agradar. Seu humor é incorreto e pode ser decepcionante para uma parcela do público, que espera algo tradicional destes filmes, como  belíssimas heroínas ganhando tudo no final, na verdade a protagonista é a vilã da sua própria vida. Vale a pena assistir.

Perigosa Obsessão

cinema-Monogamy

“Monogamy” com título em português de “Perigosa Obsessão”, Theo (Chris Messina), um fotógrafo de casamentos que é contratado para fotografar um pessoa que ele não conhece pessoalmente, são eventos de teor erótico, envolvendo uma estranha mulher, acabando por gerar o conflito com a sua noiva, Nat (Rashida Jones), conflito esse, causado por ele mesmo.

Um filme surpreendente que mostrará como uma relação de confiança e como um casamento pode ser atrevido.

monogamy-banner

22 Anos

caneca_coracao_1

Amor,

hoje em nosso aniversário de casamento eu desejo que o nosso amor seja tão intenso,

que suporte a rotina inevitável…

Que seja como o céu…

Imenso…

E não veja no outro os defeitos insuperáveis.

Que seja este sentimento muito forte…

Para que cada dia apague uma agonia.

Que saiba navegar para o norte.

Quando ao sul apresenta-se com ventania.

Que com o passar do tempo

Seja cego para que não veja tudo

Que possa com sabedoria como o vento

Varrer com força e para longe o luto

Que dois sejam sempre um

E que um possa ser sempre dois

Para que assim o gosto amargo do rum

Apague o gosto do feijão com arroz

Que sejam os dois quando necessário

Surdos, mudos e cegos

Pois só assim ambos solidários

Não ferirão ferozmente o ego.

Desejo a nós, muita paz, amor e saúde.

Eu te amo Anthero Vieira

Nuvem de tags