"Não ande atrás de mim, talvez eu não saiba liderar. Não ande na minha frente, talvez eu não queira seguí-lo. Ande ao meu lado, para podermos caminhar juntos."

A democracia demanda uma sutil, mas imperativa mudança de atitude dos homens públicos. É crucial entender que um político não é um líder, ele é um servidor e, portanto, um fiel representante das necessidades e dos anseios dos seus representados. Uma democracia lúcida demanda que os egos inflados, os falaciosos interesses individuais e os ardilosos maquinamentos grupais sejam hermeticamente enclausurados para que o espírito e as exigências básicas e estruturais da população sejam materializadas com dignidade, com prontidão e com idoneidade. Qualquer intento de uso do poder público que contradiga estes princípios, deveria ser considerado uma inafiançável afronta ao sistema político existente no país e, consequentemente, combatido com severidade para que sua indecorosa perpetuação seja eliminada. O poder de gerenciamento e controle da estrutura governamental reside amplamente no volição e na sapiência do povo.

Por Cargnin dos Santos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: