"Não ande atrás de mim, talvez eu não saiba liderar. Não ande na minha frente, talvez eu não queira seguí-lo. Ande ao meu lado, para podermos caminhar juntos."

Ao longo da história, a humanidade sempre demonstrou grande fascinação pelos dragões, seres que fazem parte dos mitos e lendas de quase todas as culturas do mundo sejam entre os Inuit, astecas ou chineses. Esses povos nunca estiveram em contato, mas conceberam a mesma criatura mitológica. A fascinação pelos dragões existe na história da maioria das culturas. Entre todas as criaturas fantásticas e mitológicas, os dragões são as mais famosas e amplamente difundidas. Sejam eles bons ou maus, suas histórias passaram de geração em geração, desde o início dos tempos, em quase todas as sociedades.

No antigo folclore ocidental, os dragões eram freqüentemente retratados como criaturas más e perigosas. Lendas da Idade Média mostram a matança de dragões como um rito de passagem para os cavalheiros. Já as culturas orientais consideravam os dragões um símbolo de sorte e poder, uma crença assimilada pela cultura ocidental contemporânea.

Dragão Pré-histórico

Os dragões do período cretáceo foram os maiores animais voadores que já existiram. O dragão pré-histórico é descendente do grupo de dragões aquáticos ou semi-aquáticos que ocupou os pântanos costeiros há mais ou menos 200 milhões de anos, no final do período Triássico, e que deu origem a espécies marítimas e terrestres. As espécies terrestres eram inicialmente quadrúpedes e corriam sobre as quatro patas sem poder voar ou cuspir fogo. Uma dessas espécies desenvolveu a habilidade de correr sobre as pernas traseiras. Como as pernas dianteiras deixaram de ser usadas para se manter de pé ou correr, continuaram evoluindo, transformando-se eventualmente em asas e tornando o vôo possível. Este processo é quase exatamente igual ao da evolução do vôo dos pássaros, descendentes de um pequeno dinossauro bípede.
Em determinado momento – e não existem provas fósseis desta teoria -, os dragões teriam hospedado no intestino uma bactéria ativa capaz de produzir hidrogênio. Isto permitiria que, apesar do seu tamanho, os dragões não sofressem as mesmas restrições de vôo dos pássaros e morcegos, e chegassem a serem os maiores animais voadores da história, desafiando um dos maiores carnívoros daquela época, o Tiranossauro Rex. Além disso, os dragões teriam ingerido minerais inorgânicos, tais como platina, provocando a ignição catalítica do hidrogênio produzido nos intestinos. Esta potente arma, o fôlego de fogo, completou o arsenal do dragão. Começava então, o reinado do dragão pré-histórico.

Dragão Marinho
Algumas das primeiras espécies de dragões eram aquáticas ou semi-aquáticas e vasculhavam os pântanos e as costas litorâneas, vivendo, na verdade, de maneira muito semelhante aos crocodilos modernos. Quando há cerca de 65 milhões de anos, uma explosão cataclísmica provocou a extinção em massa dos seres vivos, estes dragões aquáticos sobreviveram. Uma eventual mutação dotou estes dragões com um terceiro par de membros, suplementares aos outros dois, e fez desta nova espécie a única classe de vertebrados de seis pernas.
Alguns destes novos dragões recolonizaram a terra, tornando-se completamente terrestres. Seus membros suplementares evoluíram nas asas totalmente funcionais dos dragões voadores. Outros permaneceram aquáticos, especializando-se mais e mais em recursos alimentares marinhos, como os crustáceos, peixes e tartarugas, animais que conseguiam pegar nas águas rasas do litoral. Com o passar do tempo, eles evoluíram adaptando-se a uma vida plenamente aquática e suas asas rudimentares transformaram-se em  barbatanas.
Os peixes ficavam presos na boca dos dragões, cada vez maior e mais longa, e armada com um grande número de dentes afiados que podiam segurar as presas escorregadias. Asas, é claro, eram obstáculos e inúteis na água, e, com o tempo, diminuíram e desapareceram. O exemplo mais famoso de dragão marinho talvez seja o Monstro do Lago Ness.

Dragão da Floresta
Os dragões da floresta viviam em matas densas e bambuzais. Eles mantiveram a forma corporal longa e sinuosa dos seus ancestrais aquáticos, uma adaptação útil para atravessar com rapidez a vegetação quase impenetrável da floresta. Conseguiram também reter a capacidade de nadar e, em épocas de muito calor, ou escapando de perigos como os incêndios nas florestas, eles tinham a alternativa de voltar aos rios.
As asas dos dragões da floresta eram curtas e incapazes de voar. Entretanto, estes dragões eram capazes de saltos extraordinários, curvando seus corpos em forma de uma espécie de aerofólio, conseguindo um “impulso” extra das pequenas asas e reduzindo seu peso graças às vesículas de vôo cheias de hidrogênio, como as dos dragões pré-históricos.
Alguns descendentes dos dragões da floresta saíram das matas em busca de alimentos em terrenos abertos, resultando nos magníficos dragões que habitaram a China e o Sudeste da Ásia, além de outras subespécies isoladas que viveram nas ilhas japonesas.

Dragão da Montanha
O dragão da montanha é assim denominado porque durante o período medieval viveu restrito principalmente às montanhas e a outros habitats remotos. O nome, entretanto, é um pouco inapropriado, pois antes de sofrer a pressão da agricultura e do crescimento da população humana, a espécie vivia muito mais espalhada nas florestas das planícies e não ficava restrita às montanhas.
Como todos os dragões do período pós-Cretáceo, os dragões da montanha tinham seis membros: um par de asas, além dos dois pares de pernas, resultado de uma vantajosa mutação que ocorreu após a extinção do dragão pré-histórico de duas pernas e duas asas.

O corpo  do dragão da  montanha era relativamente curto, se comparado ao do dragão marinho. Um corpo compacto era essencial para voar, pois uma coluna vertebral longa e flexível é uma desvantagem para o vôo. A cauda era tão longa quanto o corpo, com uma estrutura em forma de ponta de flecha e afiada como uma lâmina, que servia como arma defensiva. Um golpe lateral da cauda de um dragão poderia decepar o braço de um homem.

 Vejam mais significados em:Dragões 

Vejam mais imagens: Dragões

Comentários em: "Simbologia dos Dragões" (29)

  1. Your internet site may be talked about within my forum being a suggested reading. Im glad My partner and i passed by to see it.

  2. Cool post ! Many thanks for, publishing on my own website guy! I’ll information an individual a while. I didn’t realise which.

  3. Thanks for taking this opportunity to mention this kind of, Personally i think highly about this and i also enjoy learning about this subject. Whenever possible, while you obtain facts, please complement this blog along with fresh details. We have realized that extremely beneficial.

  4. When you could information me personally along with virtually any suggestions how you’ve made this site site look this kind of great, I’d be thankful.

  5. Hello — I must say, I’m amazed along with your site. I’d no trouble navigating by means of every one of the navigation bars and knowledge had been easy to get into. I discovered a few things i desired right away in any respect. Quite amazing. Might enjoy it should you include community forums something like that, it will be a great way for your clients to interact. Great job!

  6. Cool publish ! Many thanks for, submitting on my blog page man! I will concept a person a little while. I didnrrrt understand that.

  7. Getting a beneficent stygian produce is concluded of the most honoured accessories in our corporeal as our astute and putting together both evasion the someone’s own packed blocking to pick proper

  8. It is a fantastic web site. Good finished interface and very educational posts. I’ll be finding its way back in a very little bit, was looking for fantastic website.

  9. Cool publish ! Thank you for, submitting in my blog page guy! I’ll message a person a little while. I didn’t realise which.

  10. Your website may be mentioned within my discussion board as a suggested reading. Im glad We went by to view this.

  11. I simply want to mention I am just very new to weblog and definitely savored this web site. Almost certainly I’m planning to bookmark your blog . You amazingly have amazing article content. Cheers for revealing your website.

  12. I just want to mention I am just beginner to blogging and site-building and truly enjoyed your website. Probably I’m want to bookmark your blog post . You actually have good stories. Thank you for sharing your website page.

  13. I in addition to my pals came taking note of the excellent recommendations from your web page then quickly got an awful suspicion I had not thanked the website owner for them. All of the guys had been so excited to read them and now have in actuality been taking advantage of these things. Appreciate your getting quite considerate as well as for pick out this form of nice guides millions of individuals are really wanting to learn about. My sincere regret for not saying thanks to you sooner.

  14. I wanted to post you the bit of word so as to say thanks a lot the moment again for all the pleasant information you’ve discussed in this article. This has been certainly particularly open-handed with people like you to provide publicly what exactly most of us might have made available for an ebook to earn some cash for their own end, particularly given that you could have done it if you ever desired. These smart ideas also worked to become fantastic way to fully grasp the rest have the same keenness just like mine to find out more with regards to this condition. I think there are some more enjoyable situations up front for people who find out your blog post.

  15. Hi there, just became alert to your blog through Google, and found that it is truly informative. I am gonna watch out for brussels. I’ll be grateful if you continue this in future. Numerous people will be benefited from your writing. Cheers!

  16. Excellent write-up, Im a giant believer in commenting on blogs to help the weblog writers know that they’ve added a little something worthwhile to the world extensive web! (supply roblox-cheats.com). Anyway, in my language, there arent a lot good source like this.

  17. Well I sincerely liked reading it. This post procured by you is very helpful for proper planning.

  18. Would you be enthusiastic about exchanging links?

  19. I intended to create you this bit of observation to thank you so much again for those striking information you’ve discussed above. It has been so extremely open-handed of people like you to deliver freely exactly what many of us could have offered for sale for an ebook to help make some dough for their own end, notably seeing that you could possibly have done it if you decided. These creative ideas likewise served to be the great way to comprehend some people have similar eagerness similar to mine to grasp a lot more with regard to this problem. Certainly there are some more pleasant times ahead for many who start reading your site.

  20. Your house is valueble for me. Thanks!…

  21. Hi! Is it Okay if I request something kinda off topic? I’m endeavoring to view this web page on my iphone nevertheless it will not show up appropriately, do you may have any options? Many thanks in advance!

  22. I have read a few good stuff here. Certainly worth bookmarking for revisiting. I wonder how much effort you put to make such a great informative web site.

  23. I have not checked in here for a while as I thought it was getting boring, but the last few posts are good quality so I guess I’ll add you back to my daily bloglist. You deserve it my friend 🙂

  24. a top post helped me very much! Bookmarked the site, very interesting topics just about everywhere that I see here! I appreciate the info, thanks.

  25. Wohh just what I was looking for, regards for posting . “Arguments are like fire-arms which a man may keep at home but should not carry about with him.” by Samuel Butler.

  26. Olá, gostaria de saber quem desenvolveu essa teoria sobre os dragões. Estava procurando umas imagens de dragão e vi a tese descrita na sua página. Isso é sério mesmo ou é só coisa de RPG? Abraços.

    • Boa Tarde! Recomendo esse documentário http://www.youtube.com/watch?v=dAAIc16x2oc

      • Olá novamente:
        Vi o documentário que você me mandou. É bem menos convincente do que aquele das sereias, que parecia mais verídico. O formato dessa produção se assemelha muito a uma ficção, o que é nada bacana. Fica parecendo um papo sensacionalista de maluco sem muito embasamento. Por outro lado, eu não acredito nem na tese do meteoro que bateu na terra extinguindo os dinossauros e quem defende essa teoria não consegue explicar direito como outras criaturas sobreviveriam a um desastre desses. Mesmo que não haja nenhuma testemunha ocular pra confirmar essa história, pra extinguir os saurídeos bastaria uma mera bactéria que ia fazer o mesmo efeito sem causar esse escarcéu todo do impacto com o planeta. Com todo respeito Cássia, mas acho que tem hora que esses gringos sonham muito, ainda que isso se aplique a cientistas. Em relação a provas sobre essa história de dragões, isso tinha que vir à público com transparência. Fica parecendo mais que existem “assuntos que não podem ser lidados com austeridade” simplesmente porque alguém pode não aceitar essa história, o que só gera ceticismo. Parecido com o documentário sobre as sereias, só que aquele foi mais sério, mostrando imagens de apreensão que as autoridades fizeram sobre o material dos pesquisadores, o que arranha muito a imagem do estado sobre a comunidade científica. Penso que isso é um assunto muito controverso e de pouco interesse que se venha à tona qualquer fato comprovador cabal. Além disso, esses canais pagos adoram criar lorotas pra ter programação e acabar virando alvo de piadas como o History Channel já foi por causa de ETs – vide um episódio do South Park sobre o mesmo. Aí fica feio, não acha? Nem por isso vou deixar de gostar de dragões, acho símbolos muito bonitos que já estamparam muitas bandeiras pra serem substituídos pela cruz cristã. Parece que caçaram os dragões de uma forma ou de outra mesmo né?

        Abraços.

      • Boa Tarde!

        Concordo! Fica como se tudo estivesse sob uma penumbra.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: