"Não ande atrás de mim, talvez eu não saiba liderar. Não ande na minha frente, talvez eu não queira seguí-lo. Ande ao meu lado, para podermos caminhar juntos."

O termo bruxaria é um termo que sempre desperta reações. Ele está tão associado a coisas “escuras e

maléficas” que algumas pessoas questionam se devíamos mesmo usar este  termo para identificar estas práticas neopagãs que fazemos uso, como instrumental de nossa ligação com a DEUSA.

Mas voltemos ao passado, vamos voltar ao tempo em que mulheres e homens diferentes, que incomodavam os poderes estabelecidos, eram cruelmente torturados.

Poucos percebem que a tortura, para confessar bruxaria, era uma tortura similar a que os serviços secretos ainda usam hoje, para extrair informações sobre as reais práticas dos que eram depois
sacrificados a fogueira, num ritual necromante, para imprimir na anima mundi, na alma do mundo, um medo à magia, ao conhecimento dos povos naturais.

O saber dos povos naturais foi progressivamente sendo destruído por um conluio de forças que tem uma de suas principais forças começando a atuar no pacto nefasto de Júlio César e seus asseclas com Cleópatra e seu clero, quando os conhecimentos passaram a ser sistematicamente perseguidos e um simulacro de religião foi criada, com nítida função de criar servos, de dominar.

Os exércitos de guerreiros iam se tornando mercenários brutais e os sacerdotes iam se tornando mercadores de almas.

Júlio César destrói a biblioteca de Alexandria e então mais tarde, o Império Romano assume a religião cristã, isto é, cria uma versão da religião cristã para si, e com as armas, a vocação das
legiões ainda em sua egrégora, sai a destruir Cátaros, Albigenses e depois cruzadas rumo ao Oriente, guerras de conquista, a invasão destas terras “brasilis” e de todo o continente, a escravização ou massacre de populações nativas tanto aqui como na África.

Fomos doutrinados para crer que o saber dos povos nativos é inferior, selvagem, supersticioso, que só a gloriosa tradição do positivismo vinda dos conquistadores é válida.

Essa prisão já foi imposta no próprio continente de onde vem os conquistadores, ali já perseguiram e julgam ter destruído todos os elos do saber dos povos nativos que ali também viveram.

Julgam que o racionalismo venceu e o saber místico e mágico foi erradicado.

Rindo disso, em lugares sagrados, dentro de capelas e igrejas que os conquistadores construíram em cima de lugar de poder, herdeiros e herdeiras desse Saber Ancestral continuam ritualizando e
ao ritualizarem reatualizam o mito.

Então a Era Industrial, os paradigmas da Era Industrial tomam os povos, as cidades crescem, as pessoas vão perdendo o elo com os campos, com a natureza. Poucos se lembram que é o ouro arrancado do Brasil, sob a vergasta do conquistador, com o sangue dos escravos índios e africanos, que migra de Portugal para a Inglaterra e faz acontecer a Revolução Industrial.

O mundo muda, os paradigmas mudam, o povo natural é ainda mais desprezado e seu saber relegado a condição de superstição grosseira.

O orgulhoso materialismo positivista arrogantemente pretende dizer o que é real e o que não é. Onde devia dizer “não entendo”, ou “sequer percebo” dizem “não existe”.

Campos, pagus, pagãos, povos dos campos, em sintonia com a vida, com a natureza. Tais valores passam a ser tido como menores, sinal de atraso.

Urbes, cidades, povos urbanos, isolados da natureza, mas ainda dela dependem. O povo da cidade é tido por culto, intelectualizado.

O mundo passa a ser dividido em nações “desenvolvidas”, “industrializadas” e nações “subdesenvolvidas”, “não industrializadas” .

O preço dessa “revolução industrial” é visível hoje na destruição da camada de ozônio, na extinção de espécies animais e vegetais, num caos social que gera violência e tensão em várias escalas.

Pergunto-lhes: Teria acontecido uma revolução industrial como essa, em povos com a ligação plena da Terra como os nativos?

A Revolução Industrial aconteceu na forma que ocorreu porque a Vida e a Terra foram coisificados. Pessoas se tornaram “mão de obra” e a Natureza “fonte de matéria prima”.

E cá estamos neste caos ecológico e social tremendo, que combinados com as potentes armas que existem podem exterminar toda a vida sobre a Terra.

É total ilusão acreditar que o modelo da revolução industrial é o único modelo possível de desenvolvimento tecnológico.

Os bruxos e bruxas foram mortos, seus saberes perseguidos e quase extintos porque falavam de uma realidade viva, de uma natureza viva e consciente e assim, os caminhos que propunham eram caminhos aonde a tecnologia viria na forma de uma tecnologia branda, não agressiva ao
meio ambiente, onde os seres humanos continuassem a desenvolver um estilo de vida que não fosse o dos escravos e senhores, perpetuados em diferentes formas na presente organização social.

A guerra entre conquistadores e povos nativos sempre foi uma guerra pelo controle da realidade.

Os povos nativos em sua quase totalidade optam por abordagens harmônicas e empáticas com a natureza, enquanto os povos conquistadores estão sempre preocupados com seu poder e subjugação de outros, pouco percebendo o que acontece a sua volta além de seus interesses, tendo sempre atitudes desarmônicas.

A partir dos valores dos povos nativos, hoje usando mesmo alguns dos conhecimentos oriundos desta civilização tecnológica que aí está, podemos criar uma outra realidade, onde o mundo pode
continuar seu fluxo, sem necessitar deste modelo de destruição progressiva que hoje domina.

Utopia?

Não, magia!

Outros povos desenvolveram outros estilos tecnológicos, Maias, Anassazi e outros povos que migraram para outras condições da Realidade quando do inicio das crises neste mundo, desenvolveram estilos de tecnologia que hoje fazem parte do chamado “fenômeno ufológico”
tema que um dia abordaremos aqui, “Bruxaria e ufologia”.

Nós ficamos presos nesta senzala, que é a pretensa realidade, mas outros povos migraram para outras condições da realidade, outros mundos e dimensões e ali continuaram seu ciclo evolutivo.

Nos visitam quando os conquistadores de plantão cochilam. 

Estamos entrando na Era Pós
Industrial.

Touraine, Toffler, Domenico de Masi, são muitos os que abordam este fato, que a Era Industrial fica para trás como um parêntese num caminho que liga os paradigmas da nova fase histórica com os da
chamada “primeira onda” de Toffler, valores como busca de uma produção orgânica, valorização do sentir e da intuição tanto quanto do pensamento sistematizado, enfim valores ecológicos , voltam a ser respeitados e considerados vitais para a sobrevivência saudável do ser humano, pois basta um
olhar crítico sobre o mundo para perceber que a sociedade que vivemos não é saudável.

E o suporte filosófico e místico não vem de religiões dogmáticas que foram usadas através do tempo para dominar as pessoas, onde culpa, medo e insegurança são estimulados nos (as) “seguidores”.

O neopaganismo, a religião da Terra, o religar-se à Terra enquanto ser vivo e consciente é um caminho que leva à MAGIA e a VIDA.

Em homenagem sincera a tantas mulheres valorosas, homens corajosos, que entregaram suas vidas às chamas, que resistiram a tortura, mas nada revelaram dos SEGREDOS, em homenagem a estes
heróis e heroínas que com seu sacrifício salvaram outros para que a tradição continuasse nos chamamos bruxos e bruxas.

Porque hoje podemos, nós suas herdeiras espirituais, dançar em praça pública dizermo-nos publicamente pagãs e sentir que uma nova fase da História se aproxima nos dizemos bruxos e bruxas.

E podemos ver além da confusão que os que sabem que vão perder o poder estão criando para que não percebamos o SOL da primavera retornando, porque temem a verdade, a constatação esta civilização construída no gelo da ganância e egoísmo, ruirá por si.

Os que fizeram seus impérios e suas armas de poder no gelo da realidade vazia e estéril que criaram temem que redescubramos a magia, pois o calor da magia os ameaça pela sua simples existência.

Por isso nos chamamos Bruxos e Bruxas, por isso temos caldeirões e colheres de pau, pilões, vassouras e outros instrumentos que usamos para tecer nossas magias, porque nestes simples ato deixamos nossa condição isolada e nos irmanamos em vasta corrente que além do tempo e espaço conectada está com a Deusa.

Pois em cada ato mágico, em cada rito que ritualizamos uma onda de energia vence tempo e espaço e toca nossos antepassados espirituais enquanto ardem na fogueira dos conquistadores, com
nossa magia viva hoje lhes dizemos:

“Coragem,
venceremos!”

 

Anúncios

Comentários em: "Por que nos dizemos bruxos e bruxas?" (28)

  1. Cool post ! Many thanks, posting in my blog page man! I am going to concept an individual a while. Some realise that.

  2. That is a great internet site. Good refined graphical user interface and also useful content articles. We’re coming back again inside a bit, basically fantastic website.

  3. This is the fantastic site. Good refined graphical user interface and intensely informative content articles. I’ll be ever coming back inside a bit, basically great website.

  4. It is a excellent website. Good polished user interface and extremely educational posts. I will be coming back again in a very tad, basically fantastic blog.

  5. This particular publish was really effectively created, looked after includes numerous useful details. We loved your professional way of writing this particular post. You get this a breeze that i can comprehend.

  6. Hello there, simply turned into aware of your blog thru Google, and found that it is really informative. I?m gonna watch out for brussels. I will appreciate if you continue this in future. A lot of other folks will be benefited from your writing. Cheers!

  7. Your website continues to be mentioned around my forum to be a recommended reading. I’m pleased I passed by to find out it.

  8. Hello – I have to admit, I’m amazed using your site. I needed no trouble moving by means of the many tab and knowledge had been super easy to get into. I discovered a few things i wanted very quickly in any way. Quite great. Might appreciate it if you increase forums something like that, it might be an excellent path for your customers to activate. Best wishes!

  9. That is a great site. Good refined graphical user interface and incredibly informative content articles. I am finding its way back inside a little bit, just excellent website.

  10. We truly much like your weblog.. great tones & theme. Have you produce this website your self? Plz respond back again

  11. I simply want to mention I am just new to blogging and seriously enjoyed you’re blog. Very likely I’m want to bookmark your site . You really have remarkable writings. Thanks a bunch for sharing your web page.

  12. I simply want to say I’m newbie to blogging and site-building and definitely loved your website. More than likely I’m planning to bookmark your blog . You actually come with tremendous writings. Kudos for sharing your web site.

  13. There is noticeably a bundle to know about this. I assume you made certain good points in features also.

  14. I’m extremely impressed with your writing skills as well as with the layout on your blog. Is this a paid theme or did you customize it yourself? Anyway keep up the nice quality writing, it is rare to see a nice blog like this one today…

  15. Good day! I simply want to give a huge thumbs up for the great info you have right here on this post. I can be coming again to your weblog for extra soon.

  16. Very efficiently written article. It will be useful to anybody who utilizes it, including myself. Keep doing what you are doing – for sure i will check out more posts.

  17. My brother bookmarked this web site for me and I have been likely through it for that past several hours. This can be definitely likely to aid me and my associates for our class project. Incidentally, I take pleasure in the way you publish.

  18. wicked, I have a few problems though is it ok to post them here?

  19. An impressive post, I simply given this onto a colleague who was doing a little bit work on this. And he in truth bought me breakfast because I found it for him.. nice. So let me reword that: Thnx for the deal with! But yeah Thnkx for spending the time to discuss this, I feel strongly about it and love studying more on this topic. If doable, as you turn out to be experience, would you thoughts updating your weblog with extra particulars? It is highly helpful for me. Large thumb up for this blog put up!

  20. I have figured out some new items from your web-site about pc’s. Another thing I’ve always thought is that computer systems have become a specific thing that each family must have for many people reasons. They offer convenient ways in which to organize homes, pay bills, go shopping, study, listen to music and in many cases watch tv shows. An innovative solution to complete most of these tasks has been a laptop. These desktops are portable ones, small, effective and portable.

  21. I don’t even know how I ended up here, but I thought this post was great. I don’t know who you are but definitely you are going to a famous blogger if you are not already 😉 Cheers!

  22. I simply needed to thank you so much yet again. I do not know the things I could possibly have gone through without the recommendations shown by you about this industry. It had been a difficult case in my opinion, however , looking at a professional way you processed that forced me to cry for joy. I’m thankful for this help and in addition hope you realize what a great job you are always doing educating most people by way of your blog. Most likely you have never met all of us.

  23. Wow, amazing blog layout! How long have you been blogging for? you make blogging look easy. The overall look of your web site is magnificent, as well as the content!

  24. Your home is valueble for me. Thanks!…

  25. Some genuinely great posts on this internet site, regards for contribution. “Gratitude is not only the greatest of virtues, but the parent of all others.” by Cicero.

  26. Getting tried out every last final weight burning diet plan that you may buy I believe I have identified the top prepare for me.

  27. I really appreciate this post. I have been looking all over for this! Thank goodness I found it on Bing. You have made my day! Thank you again! “Every time we remember to say thank you, we experience nothing less than heaven on earth.” by Sarah Ban Breathnach.

  28. Hello, you used to write great, but the last several posts have been kinda boring… I miss your tremendous writings. Past few posts are just a bit out of track! come on!”To be content with what one has is the greatest and truest of riches.” by Cicero.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: