"Não ande atrás de mim, talvez eu não saiba liderar. Não ande na minha frente, talvez eu não queira seguí-lo. Ande ao meu lado, para podermos caminhar juntos."

No mundo judaico-cristão a idéia de um Deus Masculino (seria mais correto dizer: Deus Masculinizado) nasce com a revelação da Thorah. O primeiro versículo da Bíblia Hebraica diz: BERESCHIT BARA ELOHIM (No princípio criou Deus). 

A palavra Elohim (Deus) é do gênero masculino plural.

Masculino e não feminino.

Nasce assim, toda uma mentalidade e uma maneira de nomear a Divindade.

Elohim é um Deus Masculino, criador dos Céus e da Terra e formador da humanidade.

Os outros nomes usados para a Divindade na Bíblia, também serão masculinos. Isto seguirá uma lógica cirúrgica, pois o Deus Masculino criará primeiro um homem e o favorecerá com uma parceira sexual: a mulher.

A história bíblica continua.

Abraham (o patriarca Abraão) deixa sua cidade em Ur na Caldéia e busca um paraíso para a futura Tribo Hebraica.

A Terra escolhida assusta a mentalidade constituída. Canaã orbita na cultura politeísta do fértil Tigre-Eufrates. Ali, deusas da terra compartilham seu leito com deuses do Céu.

A Natureza exala seu perfume sedutor e os animais transcendem sua forma, revelando seu simbolismo iniciático.

A Bíblia reconta a mitologia assirio-caldáica e a masculiniza.

A harmonia dos contrários (yin-yang) é monopolarizada. O feminino desaparece dentro do masculino.

O Patriarca Abraham ouve o chamado de seu Deus e funda uma religião centrada no homem, no Céu e no culto de um deus solitário. Fundamentando o sagrado masculino, um rito santificará o maior símbolo do poder dos homens: o pênis.

O Rito da Circuncisão é uma aliança entre o macho e seu deus.

As mulheres estão de fora, são profanas, não participam do ato religioso.

Entra em cena um segundo e importante personagem: Moisés.

Educado no Egito dos Faraós, entre deuses e deusas que se misturam à vida quotidiana, Moisés aproveita a sólida teologia egípcia e reforma o antigo legado de Abraham.

Ele é o homem que recebe a Lei das mãos do viril Deus de nome impronunciável: YHVH. O sacerdócio mosaico não abriga mulheres, não existem sacerdotisas.

Todas as reminiscências do paganismo assírio-egípcio são passadas numa peneira.

Com Moisés o feminino sagrado deixa de existir.

Judeus e cristãos não conhecem o poder sacerdotal da mulher. Definitivamente, Moisés coloca uma barba em Deus e leva para longe do Templo aqueles estranhos seres que sangram com a Lua: as mulheres!

Agora é a vez de um novo personagem: Yeschua Bar-Yoseph, mais conhecido como Jesus de Nazaré. Judeu por nascimento, grande conhecedor das escrituras sagradas de seu povo, ele não criou nenhuma religião. Jesus foi judeu até o fim de sua vida. Pregador carismático, poeta, andarilho, Jesus era seguido por homens e principalmente por mulheres. Os ensinamentos de Jesus, uma reinterpretação da Thorah a partir dos pobres de carne e de espírito, foi utilizado como instrumento de justificação para a tortura e a morte de milhares de mulheres.

 

Com Abraham, Moisés e Jesus, estão formadas as bases teológicas do masculinismo sagrado. Um mundo onde o feminino apenas transparece.

Fora do mundo judaico-cristão, ideologicamente, uma brisa pareceu favorecer as mulheres.

Contudo, o excessivo romantismo atrapalha bastante o discernimento dos modernos grupos pagãos e wiccanianos. Uma rápida olhada na situação da mulher nas culturas nativas da América ou da África, traça uma triste história de mutilações, raptos e escravidão familiar.

Mas, não entraremos aqui em difíceis e insolucionáveis questões culturais. Houve um tempo, porém, em que a Divindade era adorada como mulher. Para o homem primitivo, pensar no divino como extensão de si mesmo era natural.

A mãe, origem de tudo, parece o exemplo mais próximo e familiar.

Por volta de 70.000 AC, encontramos o Culto do Urso na Europa.

Segundo paleoantropólogos, este foi o culto mais antigo no continente.

Os primitivos olhavam o urso como um ancestral, um avô.

Onde é hoje a cidade suíça de Berna (ber é urso em alemão), foram encontradas várias grutas datadas da idade atrás mencionada.

Suportes, pedras-ara, ossadas humanas e ursídeas, indicavam a função sagrada daquele lugar.

O que mais chama a atenção é uma estranha evidência. Estamos predispostos a chamar esta primitiva e espontânea religião de “Culto do Urso”.

Mas, na verdade, assistimos ao nascimento do primeiro culto ao feminino: o “Culto da Ursa”.

A Grande Ursa é o arquétipo da Deusa Mãe protetora, altiva, fecundadora e fértil. Sua aparência quase-humana nos remete ao mistério da feminilidade.

As deusas-animais sobreviventes beberam, direta ou indiretamente, do leite da Grande Ursa:


– Artio, Callisto, Rhpisunt: queridas deusas-ursa;
– Acca Laurentia, Spako, Rhea Silvia: temíveis deusas-loba;
– Epona, Hekate, Menalippe, Samjuna: incompreendidas deusas-égua.

Caminhando pelo universo maternal e divino, notamos que as mais antigas obras de Arte são imagens de mães.

Encontradas entre as datas de 35.000 a 10.000 AC, da África à Europa, elas forma batizadas de “Vênus”: a Vênus de Willendorf, a Vênus do Nilo, etc.

Na Antiga Grécia as primitivas divindades femininas são substituídas e resignificadas pelo patriarcalismo oriundo da Ásia Menor.

Exemplos disso são: Ariadne, a Toda-Poderosa Senhora Mãe da Ilha de Creta, transforma-se em personagem secundária da Mitologia; Hekate, Deusa Universal é jogada vergonhosamente no Submundo; as aladas e benéficas Sereias são encarceradas no mar e tornam-se sedutoras malignas de homens. Os Cultos Agrários da Velha Roma também mudados. O Sacerdócio Feminino dos Sabeus perde para o ícone do machismo religioso do Ocidente: o sacerdote estatal Romano. Estes personagens deixarão herdeiros seculares: os padres católicos. Roma dará um golpe quase fatal no coração feminino. Ela transfere o sacerdócio da mulher no Templo para o pé da lareira, em casa. É importante que o Movimento Neo-Pagão saiba o que quer. Queremos uma volta às antigas tradições, mas mesmo entre os pagãos existiam (e existem) machistas. Antes de Roma e Grécia, o Egito deu o exemplo. Os Cultos e as divindades Lunares são trocados pelos Solares. Os deuses diurnos ofuscam os noturnos, os deuses luminosos apagam os sombrios. Sombra e escuridão passam a ser sinônimos de maldade e perigo. Na Índia pré-Védica, os invasores indo-europeus submetem os povos druidas e o sacerdócio centrado na Terra Mãe. Mais uma vez ocorre a injusta substituição. Kali, Naga, e outras Deusas telúricas viram acompanhantes de deuses dominadores.

Anúncios

Comentários em: "Deus Masculinizado" (16)

  1. I just want to mention I am just all new to blogs and truly savored your website. Probably I’m planning to bookmark your blog post . You certainly have excellent articles. Thanks a lot for revealing your web-site.

  2. I simply want to mention I am newbie to blogs and really savored you’re web-site. Probably I’m planning to bookmark your website . You certainly have fabulous posts. Many thanks for sharing your web site.

  3. Youre so cool! I dont suppose Ive read something like this before. So nice to find somebody with some authentic thoughts on this subject. realy thanks for beginning this up. this website is something that is needed on the web, someone with somewhat originality. helpful job for bringing one thing new to the internet!

  4. you will have an awesome blog here! would you prefer to make some invite posts on my blog?

  5. You made some respectable points there. I appeared on the internet for the issue and found most people will go along with with your website.

  6. Simply want to say your article is as astounding. The clarity in your post is just excellent and i could assume you’re an expert on this subject. Well with your permission allow me to grab your RSS feed to keep updated with forthcoming post. Thanks a million and please keep up the enjoyable work.

  7. I just added your site to my favorites. I like studying your posts. Tyvm!

  8. Hi there, I found your site via Google while searching for a related topic, your site came up, it looks good. I’ve bookmarked it in my google bookmarks.

  9. thanks for this site made a boring day at work zoom though

  10. Just want to say your article is as astounding. The clarity in your post is just excellent and i could assume you’re an expert on this subject. Well with your permission allow me to grab your RSS feed to keep up to date with forthcoming post. Thanks a million and please continue the rewarding work.

  11. Very nice post and straight to the point. I am not sure if this is really the best place to ask but do you people have any thoughts on where to hire some professional writers? Thank you 🙂

  12. This is very interesting, You are a very skilled blogger. I’ve joined your feed and look forward to seeking more of your magnificent post. Also, I have shared your website in my social networks!

  13. Respect to author , some superb entropy. “To have a grievance is to have a purpose in life.” by Alen Coren.

  14. some genuinely great articles on this web-site, thanks for contribution.

  15. Some tips i have constantly told persons is that when you are evaluating a good on-line electronics retail store, there are a few factors that you have to remember to consider. First and foremost, you should really make sure to look for a reputable along with reliable retailer that has received great assessments and rankings from other individuals and business world experts. This will make certain you are getting along with a well-known store that delivers good assistance and aid to their patrons. Many thanks for sharing your thinking on this weblog.

  16. I believe this website has got very wonderful composed written content articles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: